All Posts By

Equipe Moldurapop

A Casa Que A Minha Vó Queria
Decoração

Coleção assinada “A Casa Que a Minha Vó Queria” na Moldurapop!

O blog A Casa Que a Minha Vó Queria é um dos mais famosos quando o assunto é decoração. Ele foi criado em 2008, pela Ana Medeiros, depois de passar um bom tempo ouvindo histórias da sua avó, Dona Edite, sobre a sua frustração em nunca ter conseguido decorar a casa como queria. Desde então o blog cresceu e hoje é referência para quem deseja boas dicas de decoração, lifestyle, tutoriais e DIY, maternidade, assuntos do dia a dia e até mesmo culinária.  Continue Reading

http://www.polkadot.it/2015/04/17/lomoinstant-sanremo-edition
Dicas, Fotografia

Lomografia: conheça esse estilo fascinante de fotografia analógica

A fotografia digital veio para facilitar a vida de quem trabalha nessa área. Mas, apesar da facilidade, há aqueles que preferem o charme vintage oferecido por fotos analógicas, devido às típicas cores e nitidez. Dentro da categoria da fotografia analógica, justamente por conta desses diferenciais, a lomografia se destaca.

Você conhece bem a lomografia? Neste post vamos conversar sobre essa tendência e contar um pouco de sua história. Vamos lá! Continue Reading

http://www.hanging-chairs.net/indoor-hanging-chair/hanging-hammock-chair/
Decoração

Como montar um cantinho para relaxar em seu lar?

A rotina exaustiva que levamos nas grandes cidades pede um momento de relaxamento quando chegamos em casa, e nada melhor do que ter um espaço planejado somente para isso, um verdadeiro cantinho para relaxar.

Imagine o lugar perfeito para você esquecer de todos os problemas da vida, meditar e ler um livro. Pois é possível com as dicas de decoração em casa que daremos a seguir. Confira!

Continue Reading

decoração para 2017
Decoração, Tendências

Tendências de decoração para 2017

Se você gosta de estar antenado em todas as tendências do momento, a decoração da sua casa também merece uma atenção especial, por que não? Muitas tendências novas surgiram no mundo do design de interiores e da decoração para 2017. Enquanto tendências que bombaram em 2016 vão ficando cada vez mais em baixa — como os tons de cobre e dourado e os queridinhos “subway titles”, os azulejos inspirados nos metrôs internacionais—, outras tendências surgem com força total tanto em móveis, cores e até mesmo materiais.

Quer saber como decorar sua casa ou apartamento de maneira mais atual? Confira essa listagem que preparamos para você! Continue Reading

Arte, Decoração

Desenho aquarelado: uma tendência na decoração para 2017

Se você está em busca de novas inspirações para decorar sua casa ou seu escritório, que tal conferir uma das tendências 2017 que já está conquistando a casa de muitos brasileiros? O desenho aquarelado, com tons suaves e harmoniosos, vem colorindo os ambientes de forma criativa, delicada e serena.

Confira mais detalhes dessa tendência, sua histórica e saiba como usá-la na decoração.

Quais são as características da pintura com aquarela?

Tradicionalmente, a técnica consiste na pintura de papel com pigmentos diluídos em água que deixam a obra suave e fluida. Diferentemente das pinturas com tinta a óleo ou acrílica, ela não pode ser corrigida e, por isso, mistura diversas tonalidades, tornando-se original e única.

desenho aquarelado

Foto: Craftsy

Como usar o desenho aquarelado na decoração?

Se você gosta do estilo, comemore, pois ele virou a grande tendência de decoração para 2017! Mais do que quadros, você pode escolher diversos itens pintados com a técnica — como papéis de parede, mantas, almofadas, entre outros.

Quadros

Escolha um quadro pintado com a técnica para decorar ambientes como sala, quartos e escritórios e uma decoração de interiores com artes plásticas. Se você é tradicional, prefira quadros com paisagens, mas, se gosta de um ambiente moderno, opte por desenhos abstratos.

Também é possível criar um cômodo romântico com quadrinhos floridos ou mensagens de amor e paz e decorar o quarto do bebê com animais e personagens pintados com aquarela.

desenho-aquarelado-moldurapop

Quadros Moldurapop: 1/ 2/ 3/ 4/ 5/ 6

Papel de parede

Para chamar mais a atenção, escolha um papel de parede que reproduz a técnica e aplique em apenas uma parede de destaque do cômodo. Pinte as demais com tons presentes no papel para deixar o ambiente harmônico.

papel-de-parede-aquarelado

Foto: Elo7/  Aliexpress

Almofadas

Escolha uma cor de sua preferência ou que já combine com a decoração da sua sala e selecione almofadas pintadas com a técnica com a mesma tonalidade. Para deixar o ambiente mais moderno e alegre, escolha pinturas bem coloridas.

almofada-aquarelada

Foto: Etsy / Yesmissy

Mantas

Também é possível encontrar mantas que reproduzam a pintura com aquarela para decorar camas e sofás. Elas serão a grande atração do ambiente!

manta-aquarelada

Foto: Mayo Studios

Qual é a origem e a história da técnica?

Estima-se que a técnica de pintura com aquarela tenha sido originada há aproximadamente 2000 anos, na China, quando surgia o papel e o pincel feito com pêlos de coelho. Logo, ela se espalhou pelo mundo e começou a ser usada em Veneza e em Florença, na Itália.

Artistas de destaque como Tadeo Gaddi, discípulo de Giotto, pintor importante para a técnica do afresco na Europa medieval, Albrecht Dürer e John White, que em 1550 participou da expedição de Sir Walter Releigth e registrou em pinturas feitas com aquarela a cultura, cidadãos e ambientes do Novo Mundo, foram os precursores da técnica.

No século XVIII, ela se difundiu na Europa e ganhou diversos outros artistas adeptos como Alexander Cozens, John S. Cotman, William Blake, Claude Lorrain, Peter de Wint, John Constable, Giovanni Benedetto Castiglione,Van Dyck, John James Audubon e, o mais importante de todos, William Turner que pintou 19.000 peças e ganhou o título de maior aquarelista da história.

Gostou da tendência rica em história e cultura? Então, confira algumas opções de quadros e pôsteres com desenho aquarelado na Moldurapop e escolha os que mais combinam com a sua casa, com o seu apartamento ou com o seu escritório!

Use e abuse da técnica criada pelos chineses para deixar seu lar ainda mais personalizado, bonito e agradável.

Decoração Sustentável
Decoração

Veja como fazer uma decoração sustentável em sua casa

Sustentabilidade. Quantas vezes você já ouviu ou leu essa palavra em algum lugar no seu dia a dia? Ela está presente em quase tudo o que faz parte da nossa rotina, desde a nossa alimentação até a decoração da nossa casa. Uma decoração sustentável é importante para contar a história do ambiente onde moramos. Buscar novas soluções de decoração com objetos que já existem na nossa casa faz com que os ambientes nos remetam a boas memórias e lembranças marcadas por esses itens além de trazer mais personalidade para a decoração.

Esse tipo de decoração não é baseado somente na reutilização de objetos recicláveis ou de materiais que iriamos nos desfazer. Uma decoração sustentável envolve a criatividade e a emoção presente em cada ambiente da nossa casa, além da busca de soluções que melhorem a nossa qualidade de vida. Continue Reading

5 canais de decoração no youtube
Dicas

5 canais de decoração no YouTube que você precisa conhecer

Precisando de uma ajuda para dar uma caprichada no visual da casa? Existem vários canais de decoração no YouTube que ajudam a decorar diversos ambientes com umas dicas supercriativas no estilo DIY (do it yourself — faça você mesmo), que muitas vezes podem ser feitas usando coisas que você tem guardadas em casa!

Neste post temos 5 sugestões de canais de decoração para você conhecer e já começar a tentar fazer as suas próprias decorações em casa, confira!

Paula Stephânia

O canal da Paula traz os “faça você mesmo” mais variados, que atendem a todos os gostos. Dá para usar muitas coisas que você tem em casa e criar não só decorações, mas também objetos práticos para ajudar no seu dia a dia, sem nenhuma dificuldade.

E as dicas não param por aí. O canal também traz vídeos sobre culinária, beleza, amor… Vale a pena conhecer!

EKTUBE

A Erika Karpuk tem uma atitude pra cima e animada que aparece em seus muitíssimos vídeos do canal, bastante focados em decoração de todo tipo para os mais variados cômodos de uma residência.

Com certeza, alguma sugestão vai lhe agradar! E de quebra às vezes ela ainda recebe alguns convidados, o que tornar tudo ainda mais interessante!

A Beautiful Mess

Como você pode ter adivinhado pelo nome, este canal é em inglês. Mas ele é uma ótima pedida pra quem entende a língua, vai além das dicas de decoração e DIY, focando também em diversas dicas de estilo de vida. Os vídeos são muitíssimo bem produzidos e até dica pra camiseta de cachorro tem!

Outro diferencial bacana é que as responsáveis pelo canal são duas amigas, o que ajuda a deixar os conteúdos ainda mais dinâmicos.

Organize sem Frescuras!

O canal da blogueira Rafaela Oliveira é bem focado em quem gosta de praticidade, mas que também não abre mão de ter uma solução ajeitada para as necessidades domésticas.

As dicas te ajudarão a manter as suas coisas em ordem, sem dar trabalho, ao mesmo tempo em que você economiza e cria alguns objetos decorativos muito bonitos!

Empoeirados

Esse canal se especializa na criação de objetos de madeira. Para seguir as dicas dele, talvez você precise conseguir algumas ferramentas e de um pouco de prática, mas as criações são super originais e ainda tem aquela satisfação de criar uma coisa com as próprias mãos.

Além de ensinar a criar os objetos mais variados, o canal traz também dicas de como lidar melhor com a madeira em geral. Eles ensinam, por exemplo, as diferenças entre os diversos tipos de lixas e o jeito correto de se lixar o material.

Esses são só alguns dos muitos canais de decoração que você encontra por aí que provam que qualquer pessoa pode tentar fazer as suas próprias decorações em casa! O Moldura Pop também está presente no YouTube, além disso, no nosso blog temos vários posts com dicas para ajudar na decoração de sua casa.

Já deixamos aqui como sugestão este post em que a Amanda Celestrino te ajuda a deixar suas paredes mais bonitas com nossos quadros! Confira!

Decoração

5 ideias criativas de decoração para o Natal

A melhor época do ano chegou! Para muitos, é a hora de deixar a casa mais bonita e aconchegante para os moradores e também, para as visitas. A decoração de Natal é cheia de opções, entre árvores e guirlandas, festões e pisca-piscas, presépios e bonecos de neve, não faltam enfeites para envolver seu lar no clima natalino.

Mas apesar de todas as opções, muitas vezes acaba-se aproveitando os mesmos objetos de ano em ano, o que acaba deixando a decoração pouco original. Mas como fugir da “mesmice” natalina? Nesta leitura, separamos cinco dicas criativas, mas simples, para quem deseja escapar daquela decoração de Natal tradicional este ano.

1 – Coloque sua árvore de Natal na parede

Nem sempre se tem espaço em casa para guardar uma árvore de natal clássica. Mas isso não é mais motivo para deixar de lado um das maiores tradições do Natal, que é colocar os presentes embaixo da árvore. Com alguns objetos que você já possui, enfeites simples que não pesam no bolso e luzes natalinas, você pode ter uma árvore de natal criativa na sua parede mesmo! Já os presentes podem ficar muito bem acomodados ao redor.

arvore-natal-criativa

Foto: Nordicn / HomeBNC

2-Bolas de Natal Criativas

Há diversas opções de bolas natalinas no mercado, das cores e estampas mais variadas possíveis. Mas nada como ter um enfeite que é a sua cara, não é mesmo? Você pode encontrar bolas simples de vidro ou plástico transparente e decorá-las com tinta ou materiais mais inusitados como pedacinhos de CD quebrados ou pequenas balinhas coloridas.

Foto: Little Gray Fox/ Creme de la Craft

3-Transforme suas almofadas em presentes natalinos

Isso mesmo, até as suas almofadas podem entrar no clima natalino! Com uma capa própria para almofadas em vermelho ou verde e com alguns laços de tecidos você pode deixar sua decoração muito mais criativa. E nem precisa ter intimidade com costura, a boa e velha cola quente já basta!

presentes-natalinos

Foto: Choice/ Navidad

4-Lareira Falsa de papelão

Na Roma Antiga, o 25 de dezembro era a data aproximada em que os romanos comemoravam o solstício de inverno. Elementos típicos de países mais frios, como a lareira e o boneco de neve passaram a ter um vínculo muito forte com o Natal. Mas quem mora no clima tropical também pode pendurar as famosas meias na lareira sim! Por que não? Olha que bacana essa lareira feita com caixas de papelão. A ideia também pode ser adaptada com caixas de leite.

lareira-natalFoto: Hippie Trippy

Abaixo, segue um DIY da lareira para você reproduzir no seu cantinho:

5-Luminárias de Natal com garrafas

E o famoso pisca-pisca não poderia faltar na nossa lista. A ideia é aproveitar essas lindas luzes fora da árvore de natal, paredes, sacadas ou qualquer outro lugar mais convencional.  Com garrafas ou potes de vidro você pode criar lindas luminárias, elas podem ser coloridas ou com luzes brancas, mais discretas ou com formas diferentes, vai da sua imaginação!

luminaria-natal

Foto: Info Hoje/ Renata Grisi/ Suco de Limão 

E aí, está pronto para ter um Natal diferente este ano? O que achou das dicas? Já usou alguma? Deixe seu comentário abaixo! E não esqueça de seguira a Moldurapop no Pinterest, estamos cheios de referências bacanas por lá! 😉

Dicas

10 erros de iluminação de ambientes que você deve evitar

Um projeto de decoração de qualidade, obrigatoriamente, está relacionado com um plano bem estruturado de iluminação de ambientes. Para trabalhá-lo da forma mais adequada, é necessário que o layout de cada cômodo seja determinado de acordo com as finalidades do espaço. Uma vez que estes pontos estão definidos, iluminar os ambientes de uma maneira mais funcional e bonita se torna mais fácil.

Quando estamos elaborando um projeto deste nível de complexidade ou desenhando o sistema de iluminação de ambientes, muitos erros podem ser cometidos. Neste artigo, traremos os mais frequentes, explicando que tipo de cuidado você deve ter com cada um deles.

Fique com a gente para saber tudo sobre o assunto!

1. Utilizar a luz branca e a luz amarela em ambientes inadequados

Quando estamos elaborando um projeto de iluminação de ambientes, a primeira pergunta que devemos nos fazer é: “Devo usar luz amarela ou branca?”

É importante que você saiba que cada uma dessas luzes tem seus benefícios e malefícios. Sendo assim, cada tipo de luz deve ser utilizado em circunstâncias específicas.

No caso da luz branca, por se tratar de uma luz forte e menos tênue, ela se mostra ideal para lugares que precisam de muita iluminação. Por exemplo, no banheiro, na cozinha ou escritório. Esses ambientes precisam de maior quantidade de luz, uma vez que os usuários precisam enxergar com maior clareza.

No entanto, quando estamos falando de salas de estar ou quartos, a luz amarela se mostra perfeita. Ela acaba oferecendo um maior aconchego ao ambiente, dando um ar de intimidade e acolhimento, e com isso, destacando a decoração do local.

Luz-branca-luz-amarela

Foto: Blog Japiassú/ Tua Casa

2. Não customizar as salas de acordo com a iluminação de ambientes

Entre os erros mais frequentes sobre iluminação de ambientes, podemos citar os que se referem ao planejamento de sistemas únicos de luz. Isso pode estar relacionado ao fato desse sistema ser elaborado sem iluminação secundária ou complementar.

Na hora de iluminar os cômodos, é importante considerar esse tipo de sistema, já que essa opção oferece a possibilidade de trabalhar com maior customização.

No caso de uma sala de estar, por exemplo, um sistema de iluminação principal pode cair bem para encontros entre amigos (que necessitam de maior luz, no geral). Com uma iluminação secundária, este mesmo ambiente se torna perfeito para relaxar enquanto se assiste televisão (o que, de sobra, evita o ofuscamento na tela).

Na sala de jantar, por exemplo, um sistema de iluminação principal cai muito bem para um jantar em família. No entanto, uma iluminação secundária é perfeita para um jantar íntimo especial, criando um clima romântico a dois.

3. Esquecer-se de considerar a emissão de calor das lâmpadas

Quando o responsável pelo projeto de iluminação se esquece de considerar a quantidade de calor que uma lâmpada emite é que um dos principais erros ocorre. Mas sejamos justos: muitas vezes o erro não é do projetista, mas sim do dono da casa, que acaba não pensando que as lâmpadas emitem calor, além de luz.

Sendo assim, é necessário checar a emissão de calor de cada lâmpada especificamente, analisando onde ela será instalada. Lembre-se que lâmpadas que emitem calor em excesso são pouco eficientes (e de quebra, geram contas de luz com valores altíssimos!). Como se não bastasse, são muito problemáticas em certos ambientes, uma vez que as pessoas começam a suar devido ao alto grau de calor envolvido.

4. Instalar lâmpadas de qualidade inadequada

Jamais utilize lâmpadas dicroicas diretas em seus projetos. A vida útil delas é muito curta e não iluminam de maneira adequada. Além disso, possuem um tom excessivamente amarelado.

Quando o assunto for lâmpadas incandescentes, evite-as. Elas consomem muita energia. Opte pelas opções halógenas, que proporcionam uma iluminação muito eficiente.

Tipos-de-lampada

Foto: IPEM-SP

5. Colocar luminárias pendentes em ambientes de passagem ou abertos

Jamais utilize luminárias pendentes em ambientes abertos ou de passagem. A utilização nestes espaços pode resultar em acidentes ou atrapalhar o caminho. Além disso, o vento pode danificar suas peças.

Opte por este estilo de luminária quando for clarear uma mesa ou pontos específicos da casa.

luminarias

Foto: Island Kitchen Idea

6. Deixar fiações expostas ou sem verificar a tensão

Jamais deixe a fiação exposta. Isso pode causar acidentes gravíssimos, além de resultar em lâmpadas sendo queimadas com maior frequência. O mesmo vale para lâmpadas cuja tensão não foi verificada.

E não compense estes casos fazendo gambiarras. É importante que um serviço adequado seja contratado, evitando dores de cabeça no futuro.

7. Utilizar produtos de limpeza comuns em materiais específicos

Não danifique a pintura de suas luminárias: produtos de limpeza comuns não devem ser usados em materiais cromados.

Sempre que desejar limpar e dar brilho, utilize cera para carro (de preferência com silicone).

8. Usar lâmpadas inadequadas em lustres de cristais

Lustres de cristais não devem contar com instalação de lâmpadas frias. Isso não funciona muito bem, pois este tipo de material impede a refração da luz.

luminaria-de-cristal

Foto: MixImoveisSP

9. Não considerar os ambientes integrados

Invista em uma mesma linguagem visual em casas e apartamentos que possuem cozinha e salas integradas. Isso pode ser feito através do equilíbrio entre luminárias, cor e temperatura. Exemplificando: ao definir um pendente redondo para a iluminação da mesa da sala de jantar, prefira luminárias embutidas no mesmo formato que as da cozinha.

Para atingir a temperatura ideal de cor, utilize valores Kelvin aproximados, determinando a indicação para cada “cena” da seguinte forma: para ambientes como a cozinha, opte por uma luz neutra com 4000 K ao invés de lâmpadas de temperatura de cor de 6000 K (estilo branco-azulado). O impacto visual será mínimo e a ação neutralizada da luz será mantida sobre o ambiente.

Prefira utilizar temperaturas entre 2700 K a 3000 K na sala de jantar. Os tons amarelados e aconchegantes cairão perfeitamente neste caso. Escolhendo lâmpadas com diferença reduzida de temperatura em cada ambiente, o efeito final unificará a iluminação.

10. Utilizar iluminação em excesso no hall de entrada

O hall de entrada fica praticamente com utilidade restrita na maioria das vezes, não precisando de muita iluminação. Por se tratar de um espaço pequeno, lâmpadas que carregam consigo luzes muito fortes resultariam em gastos elevados de energia. A luz muito forte atrapalha também porque é a primeira luz que nos deparamos ao entrar em casa.

Diferentemente da luz branca, a luz quente cai perfeitamente para esta situação. Temos a sensação de estar num ambiente familiar e acolhedor com as características de um lar.

Listamos aqui os 10 erros mais comuns na hora de definir seu sistema de iluminação de ambientes. Você já cometeu algum desses erros? Que tal compartilhar com a gente como você fez para solucioná-los? Não deixe de seguir nossa página no Facebook para mais dicas como essas!