Papel de parede
Decoração

Papel de parede: dicas para acertar na escolha

O papel de parede é um dos itens de decoração mais aconselháveis para quem deseja decorar paredes com praticidade e com um custo relativamente baixo. Muito usado nos anos 60 e 70, o papel de parede está novamente na moda e com milhares de opções de estampas, desde as mais modernas e coloridas até as mais minimalistas e retrôs. Seus materiais também foram se aperfeiçoando ao longo dos anos e hoje, você pode encontrar um papel de parede adequado para cada ambiente da sua casa. Nessa postagem, reunimos dicas valiosas para quem deseja investir nesse item, mas não sabe qual é a melhor opção. Confira!

Vantagens do papel de parede

Além da praticidade na instalação e da economia em comparação a outros revestimentos, o papel de parede tem o poder de mudar a percepção do seu cômodo, fazendo com que ele pareça mais espaçoso ou mais compacto, podendo também interferir na iluminação do ambiente. Outras vantagens são a sua facilidade na limpeza (dependendo do tipo de material) e sua durabilidade. Sua troca também não possui mistérios, você pode comprar um modelo novo e substituí-lo sem dor de cabeça e sem grandes obras.

Aplicação Papel de Parede

Foto: Domain

Tipos de papel de parede

Apesar das inúmeras opções de padronagens e de preços, existem basicamente três tipos de papéis:

  • Tradicional: Feito apenas de celulose, é indicado para locais secos e sem grandes circulações. Deve ser aplicado apenas em superfícies lisas e não pode ser lavado, pois é facilmente removido com água. Sua limpeza é feita apenas com algum pano úmido.
  • TNT (Tecido-não-tecido): Como o nome sugere, o TNT é um material que imita o tecido, mas é constituído de poliéster e fibras de celulose. Essa característica faz com que ele seja resistente a umidade, podendo ser lavável com detergente e aplicados em ambientes secos e úmidos. Ao contrário do papel tradicional, o TNT possui variadas texturas e pode ser aplicado em superfícies irregulares.
  • Vinílico: Por ser constituído de PVC, o vinílico é impermeável e resistente à luz. Suas texturas são diversas, podendo ser metalizadas, brilhantes e até com relevos. Assim com o TNT, é lavável com detergente e pode ser aplicado em superfície irregular.

Combinando o papel de parede com a decoração

Não tenha medo de ousar caso goste de um papel de parede super estampado ou colorido. É possível combiná-los com outros objetos decorativos para paredes, como quadros, pôsteres e espelhos.  Nessa hora, o bom senso é fundamental. Certifique-se que as cores das molduras ou imagens irão “conversar” com o papel.

Quadros e Papel de Parede

Foto: Decoração de paredes/ Blog da Maria Fernanda

Outra dica valiosa é prestar atenção no tipo de ambiente que deseja aplicar o papel. Ambientes mais secos como quartos, salas e escritórios, combinam com qualquer tipo de papel. Porém, para quem recebe muitas visitas, tem crianças pequenas e animais de estimação, o vinílico é a melhor opção, pela sua durabilidade e praticidade na limpeza. Por serem ambientes de concentração, os escritórios pedem padronagens mais simples e claras. Estampas florais e em tons pastéis são perfeitas para os quartos, pois dão um ar aconchegante.

Papel de parede

Foto: Papeldeparededosanos70/ Xô Bagunça

Para ambientes mais úmidos como cozinhas, banheiros e lavabos, a aplicação do papel de parede tradicional não é aconselhável. Prefira papéis de vinílico para esse ambiente, que ficam lindos quando aplicadas em uma só parede ou em áreas que só ocupem meia parede, entre armários e bancadas, exemplo.

Papel de parede ambientes úmidos

Foto: Gcg Architectes/ Papel decor

Agora ficou fácil de decidir, não? Se gostou das nossas dicas, deixe um comentário aqui embaixo, vamos adorar!

Previous Post Next Post

Veja também...