Decoração, Paisagismo

Plantas ideais para cultivar dentro de casas e apartamentos

Não morar em ambientes com espaços amplos e abertos com jardins e quintais, não impossibilita que os amantes do verde criem suas plantas também e tragam mais vida para seu lar. Basta, entretanto, conhecer as limitações das plantas indicadas para os ambientes interiores e escolher as que melhores combinam com sua rotina de vida e espaço no ambiente.

Outro detalhe importante, é lembrar que algumas plantas são tóxicas e devem ficar fora do alcance de crianças pequenas e animais de estimação. Como nem toda casa ou apartamento tem acesso a luz direta do sol, as plantas mais indicadas são as de meia-sombra. Abaixo, reunimos algumas das principais plantas indicadas para o cultivo em ambientes internos. Continue a leitura e dê vida ao seu cantinho!

1-Suculenta

 Nossa lista começa com as queridinhas das redes sociais. Quando o assunto é decoração de interiores, é muito comum ver fotos dessas pequenas no Instagram ou no Pinterest. Parte dessa popularidade se deve ao fato de serem plantas pequenas – que permite criar composições com várias espécies juntas e usar vasos mais delicados e criativos – e serem muito fáceis de cuidar. Suas raízes, talos e folhas são engrossadas, o que permite que se armazene água por longos períodos e não precisem ser regadas constantemente. Além de não precisar ficar muito tempo recebendo luz do sol.
Uma das suculentas mais populares é a Echeveria, mais conhecida como Rosa de Pedra. Ela tem esse nome pela estrutura de suas folhas se assemelharem muito a uma flor. Essa espécie, em particular, não tolera muito o sol e pode ser regada apenas uma vez por semana.

suculenta-dentro-de-casa

Foto: The Interiors AddictAmazon

suculentas-vasos-pendurados

Foto: Pinterest/ Revista Glamour / Apartment Showcase

2-Mini cacto

 Assim como as suculentas, os mini cactos são fáceis de cultivar.  Podem ser encontrados até em supermercados e se adaptam bem a ambientes internos iluminados. Geralmente precisam ser regados apenas uma vez por semana ou quando a terra estiver seca. É preciso ter cuidado para não regá-los demais, para que eles não apodreçam.

decoração-com-cactos

Foto: FrameBridge / Instagram

3-Palmeira-leque

Para quem gosta de plantas maiores, a palmeira-leque é uma ótima opção. Ela possui um tronco único e de pequeno diâmetro, onde o destaque fica por conta de sua folhagem, que é bastante chamativa e singular. É uma planta de pequeno porte e crescimento lento, chegando no máximo aos três metros de altura e se adapta bem ao cultivo em vasos.  Deve ser cultivada em ambientes amplos e a meia-sombra. Possui afinidade com ambientes quentes e úmidos. Assim, sua rega deve ser constante, por volta de três a quatro vezes por semana.

palmeira-leque-decoração

Foto: Instagram / Aztec

4-Samambaia

 As samambaias foram plantas muito presentes nas casas brasileiras nos anos 70 e depois de um tempo esquecidas e até mesmo consideradas cafonas, voltaram a participar das tendências de decoração de interiores. São plantas volumosas, de coloração verde-clara e folhas longas, ideais para serem cultivadas em vasos suspensos, suportes de metais ou em lugares altos, como estantes e mesas. E indicado cultivá-las a meia-sombra e longe de ventos constantes, quanto a rega, o ideal e manter o vaso sempre úmido. Suas especies mais famosas são a samambaia preta, a paulistinha, a renda-portuguesa, a de metro e a americana.

samambaia-decoração-casa

Foto: Aconteceu.Biz / Office Scapes Direct

5-Cróton

 Também conhecida Folha Imperial ou Louro-Variegado, o cróton chama muita atenção por suas folhas multicoloridas, brilhantes e grandes. Elas podem mesclar tons de vermelho, verde, amarelo, roxo, rosa, branco e laranja. Bem adaptada ao nosso clima tropical, o cróton é de fácil cultivo. Porém, é necessário que a planta esteja em um local que receba bastante sol direto, para que suas folhas se mantenham saudáveis e exuberantes. Por isso, é indicado manter os vasos próximos a janelas ou varandas. Para a rega é necessário moderação, o indicado é nunca deixar a terra ficar seca, tendo cuidado para não encharcar o vaso. Locais com ar-condicionado não são indicados.

croton-decoração

Foto: Instagram / Instagram 

6-Lança de São Jorge

A Lança de São Jorge é uma variação da famosa planta Espada de São Jorge. Suas folhas verticais e em formato cilíndrico agradaram os amantes de decoração. Inclusive, hoje em dia a tendência são utilizar Lanças de São Jorge trançadas. E também como forma de presente, por todo o famoso significado de proteção contra mau olhado, conhecido como um “amuleto” do lar para muitas pessoas. É uma planta muito resistente, suportando ambientes com ar-condicionado e sem umidade constante, sua rega pode ser feita a cada 15 dias e deve ser mantida à meia-sombra.

 

lanca-sao-jorge

Foto: Instagram/ French Fancy/ Instagram

7-Costela de Adão

Essa é a queridinha da decoração de interiores. Fotos de ambientes com Costela de Adão bombam nas redes sociais e até mesmo quadros com o desenho de sua característica folha são muito comuns de serem encontrados na decor. Ela é uma planta nativa do México, possuindo caule lenhoso, crescimento vertical e fruto comestível quando maduro, que se assemelha a uma pinha. Por ser uma planta de meia-sombra e suportar bem baixas temperaturas, é perfeita para os ambientes internos.  Sua rega pode ser feita aproximadamente 1 vez por semana.

 

plantas-costela-de-adao-casa

Foto: Instagram/ The Fashion Medley

Gostou da nossa seleção? Tem alguma dessas plantas em casa? Conta para gente aqui nos comentários, vamos adorar! 😉

Previous Post Next Post

Veja também...