Browsing Tag

arte

Arte, Decoração

Desenho aquarelado: uma tendência na decoração para 2017

Se você está em busca de novas inspirações para decorar sua casa ou seu escritório, que tal conferir uma das tendências 2017 que já está conquistando a casa de muitos brasileiros? O desenho aquarelado, com tons suaves e harmoniosos, vem colorindo os ambientes de forma criativa, delicada e serena.

Confira mais detalhes dessa tendência, sua histórica e saiba como usá-la na decoração.

Quais são as características da pintura com aquarela?

Tradicionalmente, a técnica consiste na pintura de papel com pigmentos diluídos em água que deixam a obra suave e fluida. Diferentemente das pinturas com tinta a óleo ou acrílica, ela não pode ser corrigida e, por isso, mistura diversas tonalidades, tornando-se original e única.

desenho aquarelado

Foto: Craftsy

Como usar o desenho aquarelado na decoração?

Se você gosta do estilo, comemore, pois ele virou a grande tendência de decoração para 2017! Mais do que quadros, você pode escolher diversos itens pintados com a técnica — como papéis de parede, mantas, almofadas, entre outros.

Quadros

Escolha um quadro pintado com a técnica para decorar ambientes como sala, quartos e escritórios e uma decoração de interiores com artes plásticas. Se você é tradicional, prefira quadros com paisagens, mas, se gosta de um ambiente moderno, opte por desenhos abstratos.

Também é possível criar um cômodo romântico com quadrinhos floridos ou mensagens de amor e paz e decorar o quarto do bebê com animais e personagens pintados com aquarela.

desenho-aquarelado-moldurapop

Quadros Moldurapop: 1/ 2/ 3/ 4/ 5/ 6

Papel de parede

Para chamar mais a atenção, escolha um papel de parede que reproduz a técnica e aplique em apenas uma parede de destaque do cômodo. Pinte as demais com tons presentes no papel para deixar o ambiente harmônico.

papel-de-parede-aquarelado

Foto: Elo7/  Aliexpress

Almofadas

Escolha uma cor de sua preferência ou que já combine com a decoração da sua sala e selecione almofadas pintadas com a técnica com a mesma tonalidade. Para deixar o ambiente mais moderno e alegre, escolha pinturas bem coloridas.

almofada-aquarelada

Foto: Etsy / Yesmissy

Mantas

Também é possível encontrar mantas que reproduzam a pintura com aquarela para decorar camas e sofás. Elas serão a grande atração do ambiente!

manta-aquarelada

Foto: Mayo Studios

Qual é a origem e a história da técnica?

Estima-se que a técnica de pintura com aquarela tenha sido originada há aproximadamente 2000 anos, na China, quando surgia o papel e o pincel feito com pêlos de coelho. Logo, ela se espalhou pelo mundo e começou a ser usada em Veneza e em Florença, na Itália.

Artistas de destaque como Tadeo Gaddi, discípulo de Giotto, pintor importante para a técnica do afresco na Europa medieval, Albrecht Dürer e John White, que em 1550 participou da expedição de Sir Walter Releigth e registrou em pinturas feitas com aquarela a cultura, cidadãos e ambientes do Novo Mundo, foram os precursores da técnica.

No século XVIII, ela se difundiu na Europa e ganhou diversos outros artistas adeptos como Alexander Cozens, John S. Cotman, William Blake, Claude Lorrain, Peter de Wint, John Constable, Giovanni Benedetto Castiglione,Van Dyck, John James Audubon e, o mais importante de todos, William Turner que pintou 19.000 peças e ganhou o título de maior aquarelista da história.

Gostou da tendência rica em história e cultura? Então, confira algumas opções de quadros e pôsteres com desenho aquarelado na Moldurapop e escolha os que mais combinam com a sua casa, com o seu apartamento ou com o seu escritório!

Use e abuse da técnica criada pelos chineses para deixar seu lar ainda mais personalizado, bonito e agradável.

Arte, Design

Pop Art no Brasil: Saiba mais sobre esse movimento!

Falar sobre Pop Art no Brasil é uma missão tão difícil quanto tentar identificar o DNA do rock em cada gênero da música brasileira.

É que esse movimento até hoje inspira não apenas artistas plásticos, mas também músicos, escritores, cineastas, arquitetos, designers. Enfim, todos aqueles que se preocupam em pensar o mundo pelo prisma libertador da arte, de preferência com muitas cores, referências da cultura pop e colagens.

O movimento Pop Art ganhou o mundo e aqui no Brasil não foi diferente. Confira a seguir o desenvolvimento dele no Brasil e suas principais influências até os dias atuais.

Pop Art no Brasil e nos Estados Unidos

Nos dois países, o movimento Pop Art era extremamente crítico; a diferença reside nos “alvos” dessa reflexão.

Nos Estados Unidos, criticava a cultura de massa, o culto às celebridades, o vazio existencial provocado pelo consumismo, manchetes sensacionalistas e o próprio mercado de arte. No território norte-americano surgiu no período pós-guerra, quando a cultura do consumo apresentou um elevado crescimento e o american way of life predominava.

Idealizado por nomes como Andy Warhol, Robert RauschenbergRoy Lichtenstein, surgiu como uma irreverente contestação à cultura massiva nos Estados Unidos e foi rapidamente absorvida de maneira singular por vários países.

Pop Art Movimento

Foto: Tavin Honeyghan

No Brasil em plena ascensão da ditadura militar, o movimento adquiriu um forte aspecto político. Embora constituísse um movimento menos organizado, o Pop Art no Brasil utilizava materiais reutilizados em conteúdos impressos com duras críticas à tortura e à violência da ditadura, assim como reflexões ao cotidiano banal e aos problemas sociais.

O movimento Pop Art no Brasil influenciou ainda diversas manifestações artísticas.

Nas artes plásticas destaca-se Wesley Duke Lee (1931-2010), desenhista e artista plástico que acompanhou as primeiras manifestações de arte pop  em Nova York (EUA). Foi pioneiro na implantação do olhar e da linguagem pop na arte brasileira.

Mas o Pop Art brasileiro ultrapassou o âmbito do pincel e da tinta.

Na música brasileira, a Tropicália é o movimento que mais bebeu da fonte da Pop Art. Em suas criações, alçavam elementos típicos da cultura popular brasileira ao status de arte, ao mesmo tempo em que se opunha à ordem imposta pelo governo militar.

É impossível não falar também do trabalho do carioca Hélio Oiticica, o inventor dos famosos “parangolés”.

Oiticica é considerado um dos maiores expoentes da Pop Art no Brasil. Referencia diretamente esse movimento quando pinta o amigo apelidado de “Cara de Cavalo” abatido pela polícia sob os dizeres “Seja Marginal, Seja Herói”.

Nomes como Rubens GerchmanClaudio TozziAntônio Dias também se apropriaram de suportes e referências usados pelos ícones da Pop Art americana (como silkscreen, colagens, gibis e desenhos animados) para criar obras que denunciavam, direta ou indiretamente, o momento de asfixia pelo qual passava a democracia no país.

Pop Art no Brasil

Obras: “O Filiarcado – Ensaio alquímico com jogos infantis” – Wesley Duke Lee (1999)/ “Tropicalia” – Helio Oiticica (1960) 

Pop Art no Brasil hoje

Nas artes plásticas brasileiras, o Pop Art nunca perdeu força.

Vik Muniz é o representante contemporâneo com suas fotografias cobertas por balas e geleias; Nelson Leirner com sua fixação com bonecos da Disney e até o polêmico Romero Britto, sucesso de público e fracasso de crítica com seus gatinhos estilizados em cores primárias.

Em outros territórios artísticos, o Pop Art ainda está lá, mantendo presença como elemento questionador. Temos, na música, desde o cantor Liniker  e sua “benção do lacre” em prol do empoderamento até Anitta e o clipe de “Bang”, com takes que são puro Lichtenstein.

Pop Art no Brasil

Obras: Vik Muniz/ Romero Britto

Os elementos coloridos da Pop Art também permeiam artigos de decoração e elementos de arquitetura, dando um toque chamativo, aconchegante e moderno aos ambientes. Muitos pôsteres, quadros, molduras, papéis de paredes e até poltronas estilizadas têm como berço a técnica do Pop Art de décadas atrás.

Gostou de conhecer o Pop Art no Brasil? Que tal escolher uma imagem bem pop para decorar a parede da sua casa? Confira este post e solte a criatividade!